Plus500

quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

BC subestima risco inflacionário

O Banco Central pode estar subestimando a inflação de 2008. A previsão que o BC divulgou no relatório de inflação é que, no ano que vem, o Brasil terá os mesmos 4,3% de inflação que terá este ano. Difícil acreditar nesta matemática, apesar de ser também a média das previsões de mercado. E isso por dois motivos: a inflação dos preços livres vai continuar acontecendo porque a economia está aquecida e os preços dos alimentos, altos. Por outro outro, o que reduziu a pressão inflacionária este ano, a dos preços administrados, não vai continuar fazendo o mesmo efeito. Esses preços são muito impactados pelo IGP-M do ano anterior, que terminou em 7,7%.

O que parece bem mais provável do que está no relatório de inflação do Banco Central é que a incerteza da economia mundial aumentou muito nos cenários do ano que vem. Os riscos de desaceleração americana cresceram e é difícil prever o impacto disso sobre outros países, pelas mudanças que aconteceram nos últimos anos na estrutura da economia mundial, com muito mais peso das grandes economias emergentes.

Leia mais em Miriam Leitão.com

Um comentário:

Regis disse...

A inflação atual se baseia em Alimentos e Energia, que são baseados em preços mundiais em mercados abertos! O Brasil não tem controle sobre isso!

(Ainda mais com os americanos bancando o milho dos fazendeiros locais pra fazer álcool... Santa estupidez!)